CIDESD monitorizou Taça de Portugal em Futsal

CIDESD monitorizou Taça de Portugal em Futsal

As equipas femininas, masculinas e de arbitragem que participaram na Final Eight da Taça de Portugal de Futsal foram monitorizadas por uma equipa do CIDESD para avaliar o seu rendimento físico, técnico e táctico. Entre 10 e 13 de Maio, foram 1500 minutos de treinos e jogos oficiais que passaram pelo crivo dos investigadores do CreativeLab Bruno TravassosBruno Gonçalves e Diogo Coutinho.

“Acompanhámos os dez jogos realizados e analisámos os dados de atletas e de árbitros, recolhidos com os dispositivos WIMU – RealTrack Systems. A utilização destes novos instrumentos vai ajudar a modalidade a crescer”, realçou o investigador Bruno Travassos.

No decorrer dos jogos da Taça de Portugal em Futsal, a equipa do CIDESD disponibilizou os relatórios “em tempo útil”: “com apenas um intervalo de uma a duas horas após o jogo, as equipas técnicas já podiam consultar os dados e obter um perfil daquilo que aconteceu”.

Bruno Travassos acredita nas mais-valias deste projecto pioneiro em Portugal: “este tipo de recolhas já foi realizado em treinos e com equipas de formação, mas nunca em jogos com este nível de competitividade e com este nível de amostra”. “Portanto, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) está também de parabéns por ser inovadora e permitir que a ciência contribua para a prática”, reiterou.

Graças à parceria entre a Portugal Football School, o CIDESD, a Universidade da Beira Interior (UBI) e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a FPF conseguiu implementar este projecto de monitorização da performance na fase final da edição deste ano da Taça de Portugal, que decorreu de 10 a 13 de maio, no Pavilhão Multiusos de Gondomar.

Após as recolhas de dados, os investigadores do CIDESD, em colaboração com a Portugal Football School, estão a preparar alguns trabalhos de investigação para publicação em revistas científicas. Do mesmo modo, serão sistematizados alguns dados para disponibilizar aos clubes, responsáveis da arbitragem e formadores de treinadores, de modo a potenciar a sua intervenção no futuro.